“O Correto Proceder do Cristão”

“Porque deles é o Reino dos Céus”
27 de maio de 2019
“Do Império das Trevas ao Reino do Filho Amado”
29 de maio de 2019

“O Correto Proceder do Cristão”

“Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade. Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição. Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos. Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração. E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” (Colossenses 3.12-17)

Você sabia que as Escrituras trazem instruções sobre como o cristão deve ser? É isso mesmo! As Escrituras Sagradas trazem estas valiosas informações sobre o bom proceder do cristão, como vemos no texto que lemos:

1ª) O CRISTÃO PRECISA TER SENTIMENTOS CORRETOS QUE MANIFESTEM VERDADEIRAMENTE A SUA ELEIÇÃO.

Analisando o verso 12 do capítulo 3 de Colossenses observamos:

a) que a eleição afeta a vida em todas as suas fases, pois ela não é abstrata. Ela se torna uma força dinâmica no coração e vida dos filhos de Deus, pois produz frutos. É uma eleição não somente para a salvação, mas definitivamente também para o serviço (como um elo da corrente). A sua finalidade é a glória de Deus (Ef. 1:4-6).

b) Os eleitos de Deus devem possuir: ternos afetos de misericórdia que indicam um sentimento muito profundo em relação ao Senhor Cristo Jesus.

c) Os santos devem possuir: bondade, que nada mais é do que a benevolência no coração, e que é conferida pelo Espírito, que é oposta à malícia, à perversidade, mencionadas no v. 8. Os cristãos devem seguir o exemplo de Deus que é bondoso. Somos exortados a nos tornar como o Senhor nosso Deus nesse aspecto (Lc. 6:35).

d) Os escolhidos de Deus devem ser humildes, o que na época do apóstolo Paulo era desprezado pelos pagãos, entretanto essa é uma qualidade que os crentes devem se esforçar mais e mais por adquirir. Pois, como dizem as Escrituras: o Senhor resiste aos soberbos.
e) Os santos devem possuir mansidão, pois devem ter seus corações dispostos à paz e não à guerra, devem dentro do possível ter paz com todas as pessoas.

f) E os santos devem possuir longanimidade. Esta virtude caracteriza a pessoa que diante daqueles que a molestam, mostra paciência, recusando-se a ceder à violência ou à explosões de raiva.

Algo óbvio fica exposto aqui: se o homem não tiver sido chamado eficazmente pelo Espírito Santo jamais poderá manifestar de forma correta diante de Deus estes sentimentos e ter a prática dessas atitudes.

2ª) O CRISTÃO DEVE SUPORTAR, AMAR E TER PAZ COM OS SANTOS DE DEUS.

Analisando os versos 13, 14 e15 de Colossenses 3 observamos os seguintes aspectos:

a) Devemos suportar uns aos outros. Decididamente, isto não é algo fácil. Mas com a graça de Deus chegaremos lá. Como se faz isto? Observando o que é dito no v.13 surge a questão: como suportar se manifesta? No próprio v. 13 temos a reposta. Suportamos quando nos perdoamos uns aos outros v. 13 (ver também Mt. 18:15-17).

b) É salutar que tenhamos Cristo como o nosso padrão a seguir (v. 13).

c) O amor no relacionamento entre os santos chamados de Deus deve ser desenvolvido, pois isso está acima de tudo, é o mais importante (v.14).

d) Também é muito importante que frisemos que a paz no relacionamento entre os cristãos deve ser algo que eles, os cristãos, devem querer muito (v. 15). Basta pensarmos um pouco a esse respeito. A paz é o sinal de que tudo está encaixado. Saber que os eleitos constituem o Corpo de Cristo deve ser um incentivo para suportar os erros dos nossos irmãos, pois somos membros de um Corpo que é a igreja de Cristo. Devemos ter o coração disposto a compreender, perdoar e ajudar o nosso irmão.

3ª) O CRISTÃO DEVE SER RICO DO CONHECIMENTO DE DEUS E FAZER TUDO DANDO GRAÇAS A ELE.

Analisando os versos 16 e 17 observamos os seguintes aspectos:

a) Há uma necessidade de termos a instrução das Escrituras e é urgente e vital que não sejamos ignorantes a respeito das instruções das Escrituras Sagradas. O verso 16 nos mostra isso.

b) Com o devido conhecimento da Palavra e o reconhecimento de que necessitam dela e de segui-la, os santos poderão instruir uns aos outros e aconselhar, tudo isto, logicamente, com sabedoria (v. 16).

c) O conhecimento das Escrituras leva o cristão à adoração e isto tem de ser feito com todo discernimento (v. 16).

d) Por causa do conhecimento que Ele tem de Deus o cristão compreende que precisa ter uma vida de gratidão diante do Senhor v.17

Quando possuirmos os sentimentos corretos que manifestem verdadeiramente a nossa eleição; quando aprendermos a suportar, a amar e a ter paz com os santos de Deus; quando formos ricos do conhecimento de Deus e fizermos tudo dando graças a Ele, certamente chegaremos a um nível de cristianismo que deve ser o objeto de nossa caminhada na fé.

Roguemos a Deus para que vivamos o cristianismo verdadeiro e real em nossas vidas, para que sejamos testemunhas vivas de que a fé em Cristo e a obediência à Lei de Deus transformam vidas. A Ele toda a glória!

Rev. Jaziel Cunha