“Guarda o Coração”
20 de abril de 2019
“Os Bem Aventurados”
20 de maio de 2019

“Deus é Soberano”

“Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem, para fazer, como vedes agora, que se conserve muita gente em vida” ( Gênesis 50.20)

Ouvi de alguém um dia que uma colega de trabalho chegou ao serviço dizendo que quase batera o carro e então afirmou: “Mas Deus é fiel!” A pergunta a se fazer é: e se tivesse batido o carro, Deus deixaria de ser fiel?

Para muitos, Deus controla tudo o que é bom e nada do que seja mau. Porém, temos passagens na Bíblia que mostram Deus controlando inclusive aquilo que não nos parece bom. O texto de hoje é uma destas passagens.
A história de José é trágica. Seus irmãos o odeiam, colocam-no em um poço seco para que morra, em seguida mudam de ideia, o vendem para mercadores que o levam para o Egito.

No Egito ele conquista a confiança de seu senhor e, no ápice de sua prosperidade, a tragédia o atinge novamente e ele vai parar na prisão. Mas, depois disto José é conduzido ao cargo de governador de todo o Egito. Seus irmãos voltam a se encontrar com José quando vem comprar comida e são por ele abençoados, mas o temem porque sabem o que fizeram contra ele, reconhecem sua traição.

Na forma como o texto se encontra traduzido em português parece que o mal feito pelos irmãos contra José estava além do alcance de Deus, mas ainda assim, Ele conseguiu transformar o mal em bem. Porém, o melhor sentido do texto é: “Vós, na verdade, intentastes mal contra mim; porém Deus o intentou para bem…“. Assim, pode-se concluir que mesmo o mal feito pelos irmãos de José estava nos planos de Deus para que este pudesse abençoar sua família e dar continuidade às promessas de vida que Ele mesmo havia feito aos antepassados de José, ou seja, a providência de Deus estava em enviar José ao Egito, ainda que usando os maus intentos de seus irmãos.

Isto não quer dizer que foi um trabalho comum de Deus com os irmãos de José no sentido de que Deus tenha sancionado qualquer coisa relacionada à ímpia cobiça deles: porque enquanto eles estão tramando a destruição de seu irmão, Deus está efetuando do alto a sua libertação.

A história de José nos mostra a soberania de Deus sobre todas as coisas, e não só as boas. Há propósito em tudo o que acontece, e esse propósito é determinado por Deus e para com seus filhos é sempre bom.

Rev. Welerson Alves, pastor na IPC de São Bernardo do Campo e Presidente da AG