“Quão Miseráveis são os que não Confiam no Senhor”

“A Graça de Deus e os Eleitos”
16 de junho de 2019
“Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça”
18 de junho de 2019

“Quão Miseráveis são os que não Confiam no Senhor”

“Há muitos que dizem: Quem nos dará a conhecer o bem? SENHOR, levanta sobre nós a luz do teu rosto” (Salmo 4.6)

Como reagiriam alguns diante de uma situação de angústia semelhante à do salmista? Ele afirma que “há muitos que dizem: Quem nos dará a conhecer o bem?”. Em seus medos e infortúnios, sentindo-se pobres e abandonados, estes não conseguem ver de onde pode vir o livramento. Quem poderia lhes mostrar o bem, aquilo que poderia promover sua felicidade?

A resposta dada por muitos pode ser variada, mas o salmista coloca aquela que ele daria, que faz um grande contraste com a resposta dada por muitos. Alguns diriam que a riqueza é que pode dar livramento e felicidade; outros, a honra; outros diriam que são os prazeres; outros ainda poderiam dizer que é o conhecimento e a cultura. Em contraste com todas essas visões, o salmista diz que só no favor e amizade de Deus se pode encontrar verdadeira felicidade. O salmista viu aquelas pessoas que foram colocadas contra ele buscando satisfazer seu egoísmo independentemente da honra de Deus e dos direitos de outros homens. Ele é levado a concluir que esse é o caráter “geral” da humanidade. As pessoas estão procurando por felicidade e, para isso, se entregam a qualquer sistema que prometa a mesma, custe o que custar.

A resposta do salmista é, na verdade, um apelo a Deus: “levanta sobre nós a luz do Teu rosto”. Na busca do que o homem considera bom ele busca ganhos e prazeres, porém o salmista pede apenas o favor do SENHOR, a luz do semblante divino. A frase “levanta sobre nós a luz do Teu rosto” é frequente nas Escrituras e expressa favor e amizade.

Esta passagem nos ensina que são miseráveis todos aqueles que não põem sua confiança e esperança em Deus. Estes nunca estarão satisfeitos mesmo tendo fartura em todas as coisas terrenas; em contrapartida, os fiéis, embora sejam agitados em meio a muitas tribulações, são realmente felizes, mesmo não contando com nenhuma outra razão para isso, a não ser o fato de que o rosto paternal de Deus brilha sobre eles, o qual converte suas trevas em luz e, assim, vivifica a própria morte.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Welerson Alves Duarte